Guardião de Dezembro

Este guardião apresentou-se como filho de Zeus e de Júpiter. No seu ombro uma coruja, revelando a sua sabedoria, e ao seu lado, um lince Ibérico caminhando. O coração e braço mostravam marcas de guerra, e antes de eu ter hipótese de perguntar, ele simplesmente me disse "é quando aprendemos a abrir o coração que podemos curar as feridas mais profundas da alma, e com isso, desfazer as lâminas que rasgam a carne, quando nos tornamos escravos do sofrimento. A liberdade chega pela sabedoria, e por um coração averto à vida e à aventura."

Este Guardião é um convite para nos abrirmos novamente à paixão de viver, independentemente das feridas que possam ter deixado marcas na nossa pele.


Print A4 em papel de algodão artesanal português

22,00 €