Guardião de Novembro

O Guardião de Novembro é o primeiro elemento masculino desta série de energias, e chega com o pedido de devolver o poder à energia Masculina. Com ele estou a observar todos os impulsos e ação que crio para abafar e proteger o aspecto feminino que há em mim. Plasmar estas energias no papel, está a levar-me a um autoconhecimento sobre o mau uso da energia, e com isso, há um resgate também do meu Feminino.

Sobre este guardião, ele surge através da Caudata, vulgarmente chamada de Salamandra em Portugal. Este anfíbio tem a capacidade de sobreviver aos incêncios, sendo uma espécie de fénix de água, emanando energéticamente um fogo azul. Esta capacidade de se entregar à morte e regressar à vida é um aspecto do arquétipo de escorpião, que faz esse caminho da sombra até chegar à luz, guiado pelo Turdus merula, cujo bico e olho amarelo mostram a direção. Por mais que os sinais externos indiquem o caminho, este Guardião tem que resgatar a sua luz e magia interna para que possa ver claramente o seu caminho, sem se perder na luz, nem na sombra.

Este desenho tem a intenção de reconectar o Masculino com a sua magia interior.


Print em A4 em papel de algodão artesanal português.

22,00 €